Don't Worry Be Happy!!!

A Prática do Jejum Beneficia o Corpo e o Espírito

A Prática do Jejum Beneficia o Corpo e o Espírito

6/3/2006 19:05:14

A Prática do Jejum Beneficia o Corpo e o Espírito
Adeptos da Fé Bahá’í fazem jejum de 2 a 20 de março

A prática do jejum é recomendada por muitas religiões. Neste caso, o objetivo é se privar de uma necessidade física em favor do espírito, demonstrado capacidade de autocontrole e desapego à matéria e uma busca do que é divino. “O período de jejum é essencialmente um período de meditação e oração, de recuperação espiritual, durante o qual cada fiel deve esforçar-se por fazer os ajustes necessários em sua vida interior, e para refrescar e revigorar as forças espirituais latentes em sua alma. Sua significação e propósito, portanto, são de caráter fundamentalmente espiritual”, explica Rosinete Dalmaschio, membro da Comunidade Bahá`í do Distrito Federal.

Em reportagem para a Folha de S. Paulo, o chefe do departamento de Filosofia da PUC/SP, Antônio José Valverde afirma que o jejum religioso "é uma sabedoria dos antigos para obter um certo domínio sobre o corpo, depurar o corpo para o espírito funcionar melhor.

Adeptos da Fé Bahá`í do mundo todo iniciam um jejum a partir do dia 02 de março. O período de abstinência dura 19 dias e sua finalização é marcada com a chegada do Naw-Rúz, Ano Novo Bahá`í, no dia 21 do próximo mês (o jejum se encerra na noite do dia 20). Os bahá`is devem evitar alimentos e bebidas a partir do alvorecer até o pôr-do-sol e fazer orações designadas por Bahá’u’lláh, profeta fundador da Fé no Irã em 1844.

O jejum é ordenado a todos os fiéis, desde os 15 anos de idade até os 70. No entanto, não é obrigatório às crianças, aos inválidos, aos viajantes, aos enfermos e às mulheres grávidas ou que amamentam.

Os bahá`is não são os únicos a praticarem o jejum para demonstrar o desapego ás coisas materiais e lapidar o seu lado espiritual. Outras culturas e religiões também são adeptas da prática. Católicos, evangélicos, budistas, judeus e mulçumanos utilizam o jejum com o mesmo fim: estimular o autocontrole da carne em nome da espiritualidade.

Um dos cinco pilares do Islamismo, o jejum é obrigatório uma vez por ano, na época do Ramadã, no nono mês do calendário islâmico, e inclui abstinência de comida, álcool e sexo. Os católicos utilizam a prática de forma penitencial. A finalidade é renunciar aos prazeres proporcionados pelo alimento. Normalmente é praticado na Quarta-feira de Cinza e na Sexta-feira Santa e a tradição manda evitar carne vermelha, ainda que a Conferência Nacional dos Bispos do Brasil – CNBB tenha decidido que a sua abstinência pode ser substituída pela privação de algo prazeroso, como comer chocolate, ou por uma ação assistencial.

No judaísmo, há cinco ocasiões onde o jejum é praticado. O principal é o Iom Kipur, dia do perdão. Nesse dia, há abstenção de líquido, alimento, sexo e cigarro do amanhecer ao pôr-do-sol. Já no budismo, a privação de alimentos data da Índia pré-budista e também destina-se à purificação corporal e espiritual.

Por outro lado, o jejum e a abstinência de alimentos pode ser utilizado como meio para desintoxicar o corpo e em treinamentos específicos para atletas. De acordo com o treinador Paulo Gentil, no site Saúde em Movimento, “diversos estudos têm mostrado que a realização de exercícios em jejum leva a economia de glicose e maior mobilização de gordura durante a atividade e algum tempo após seu término. Esta prática reduz o gasto calórico diário, pois você obrigatoriamente passará de 8 a 12 horas sem comer, além de exigir uma boa dose de determinação e disciplina, o que pode estimular o atleta na dieta e treinos”.

Gentil lembra ainda que “não devemos esquecer que diante da escassez de alimentos o corpo pode entrar em um estado de ‘racionamento de energia’ diminuindo o gasto energético. Devemos lembrar que a quantidade de energia gasta após a atividade, não é necessariamente relacionada à queima de gordura, mas sim à sua intensidade”.

Já o Dr. Augusto Fajardo, especialista em nutrição biomolecular da USP, diz que o jejum pode ser utilizado de forma terapêutica, contribuindo para a recuperação de enfermidades. “Quando paramos de comer, o corpo começa a queimar as reservas de gordura e todos os demais elementos estranhos, como colesterol, inflamações e tumores”, afirma o médico à Agência Bahá`í de Notícias.

Comunidade Bahá`í no Brasil

Com sede nacional em Brasília, a Comunidade Bahá’í é reconhecida por estabelecer projetos de desenvolvimento econômico e social em diversas regiões do país. Preside o Fórum Nacional de Educação e Direitos Humanos – FNEDH, composto por entidades que promovem e defendem os direitos humanos e desenvolvem ações para o combate à discriminação. Recentemente, o FNEDH desenvolveu, com o apoio do Ministério da Educação/SECAD e do Unicef, um levantamento de dados referentes às entidades que lutam pelos direitos humanos no Brasil. Além disso, promove seminários de capacitação de professores na luta contra todo tipo de discriminação.

Os bahá`ís residem em 178 países do mundo, em praticamente todos os territórios e ilhas do globo. É uma religião mundial, independente, com suas próprias leis e escrituras sagradas, surgida na antiga Pérsia, atual Irã em 1844. A Comunidade Bahá’í foi fundada por Bahá’u’lláh, título de Mirzá Husayn Ali (1817-1892) e não possui dogmas, rituais, clero ou sacerdócio.

A Comunidade Bahá`í está estabelecida no Brasil desde fevereiro de 1921, com a vinda da Sra. Leonora Holsapple Armstrong. Hoje, no País, os bahá`í formam um contingente de aproximadamente 57 mil pessoas, das mais diversas classes sociais, culturais e econômicas, residentes em mais de 1200 cidades brasileiras, em todas as regiões.

 

retirado do site: http://www.bahai.org.br/noticias/noticias.asp?IDNoticia=1243

Deixe uma resposta

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s