Don't Worry Be Happy!!!

As mentiras do governo Bush – Ex-secretário de Bush diz em livro que governo manipulou opinião pública para invadir o Iraque

Assista ao documentário ZEITGEIST e compreenda como Bush inventou uma série de mentiras para o mundo!
 

Ex-secretário de Bush diz em livro que governo manipulou opinião pública para invadir o Iraque

Da Redação
Em São Paulo
Scott McClellan, ex-assessor de imprensa de George W. Bush por quase uma década, escreveu em seu novo livro de memórias que a guerra no Iraque foi vendida à população dos EUA apoiada em um forte aparato de campanha, com o objetivo de "manipular as fontes de opinião pública" para "esconder o motivo principal de entrar em guerra", informaram alguns dos principais sites de notícias norte-americanos nesta quarta-feira (28).

  • Jim Young/Reuters/19.04.2006

    Memórias de Scott McClellan (ao lado de George W. Bush) irritaram ex-companheiros de Casa Branca

O livro de McClellan, que foi secretário da imprensa da Casa Branca entre 2003 e 2006 e cuja carreira política é ligada ao passado de Bush ainda no Texas, conforme informa o "New York Times", é intitulado "What Happened: Inside the Bush White House and Washington’s Culture of Deception" ("O que aconteceu: por dentro da Casa Branca de Bush e a Cultura da Ilusão de Washington", em tradução livre) e não poupa críticas a assessores de primeiro escalão do presidente Bush.

O ex-estrategista da Casa Branca Karl Rove, por exemplo, é acusado de fazer o ex-secretário de imprensa acreditar que ninguém na equipe da Casa Branca era responsável pelo vazamento da identidade da agente da CIA Valeria Wilson, informou o "New York Times". Já a secretária de Estado Condoleezza Rice, descreve McClellan em suas memórias, era bastante preocupada em sempre "manter as mãos limpas". O próprio Bush, segundo o Washington Post, é descrito como um governante inábil, porém inteligente o suficiente para o cargo.

James Poniewozik, blogueiro da revista Time, lembrou que McClellan também critica a imprensa americana ao dizer que ela foi fácil de manipular, na ocasião.

Além de condenar a forma como a invasão ao Iraque foi vendida à população americana, o ex-secretário também questiona a maneira como o governo lidou com a tragédia do furacão Katrina, que devastou Nova Orleans em 2005, informou a CNN.

Reação

O teor do livro de Scott McClellan irritou ex-colegas e funcionários da Casa Branca. A atual secretária de imprensa da Casa Branca, Dana Perino, disse que os antigos colegas de McClellan estão "confusos" com o teor do livro, publicou o "USA Today". "É triste – esse não é o Scott que nós conhecemos", disse ela.

Karl Rove criticou trechos das memórias de McClellan em programa do canal Fox News. Para ele, a obra parecia um "blog de esquerda".

Outra ex-funcionária de alto escalão da administração Bush, Frances Fragos Townsend, disse à CNN que o autor do livro foi "interesseiro, insincero e não-profissional", noticiou o "USA Today".

Em resposta às réplicas dos partidários de Bush, McClellan eviou um e-mail ao "Washington Post" explicando que possibilitar aos leitores uma visão interna sobre a "atmosfera venenosa de Washington" faz parte de seus deveres "contribuir com uma mudança para melhor" de modo que o país "supere o ambiente hiperpartidário que permeia Washington há 15 anos".

O livro tem lançamento marcado para a próxima segunda-feira (1º) nos Estados Unidos.

 

Deixe uma resposta

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s