Don't Worry Be Happy!!!

Sobre o Amor!

Sobre o Amor!

 

Sabemos algo sobre o Amor, o Amar ou sermos amado?

Acredito que pouco, pelo menos eu sinto e penso assim nesse momento da minha vida.

No entanto, aprendo a cada dia sobre a arte de Amar incondicionalmente.

Posso dizer que Amar é a possibilidade que criamos para nos doarmos aos outros.

Sem esperar algo em troca, simplesmente por desejar dividir, compartilhar.

Muitas vezes me sinto incapaz diante de tal possibilidade, pois tenho um EGO.

Se realizo os desejos do meu EGO o Amor se torna algo interesseiro.

As vezes mesmo sem ter consciência espero algo em troca, lá está o EGO.

Acredito que isso nem seja Amor, apenas ilusão, apego aos infindáveis desejos que criamos.

Ultimamente acredito ter esbarrado no Amor incondicional, pois tenho aprendido a me doar.

Desde que me conheço por gente penso na alteridade, mas vivia centrado no meu EGO.

Dessa forma, minhas experiências se concentravam em desejos e não Amor.

Devo ter tido apenas flashes, insights sobre o Amar incondicionalmente.

Mas, isso foi o suficiente para eu dedicar mais atenção a essa possibilidade de viver.

Percebendo e reconhecendo minhas limitações e amarras.

Superando essas condições que eu mesmo me coloco, muitas vezes sem ter consciência.

 Vou me tornando consciente e percebendo os equívocos com mais clareza.

Isso ocorre por meio da introspecção que realizo com freqüência.

Reconhecer as limitações é apenas o começo para adentrar no infinito universo do Amar.

Ser amado também representa uma possibilidade para compreender o Amor.

Podemos ser livres para Amar incondicionalmente ou nos escravizarmos numa relação doentia.

O que mais percebo entre as pessoas é um tipo de Amor destrutivo, mesquinho, egoísta.

Pois, inexiste liberdade, apenas cobranças, competições e um forte desejo de aniquilar o outro.

Isso ocorre em função do domínio da psique (mente) por um sentimento chamado MEDO.

O MEDO trava as pessoas, limitando suas escolhas, ações, sentimentos, entre outros.

E, para Amar incondicionalmente necessitamos nos desfazer dos nossos medos.

Isso requer uma forte disposição, pois temos que enfrentar nossos próprios fantasmas.

Mexer com aquilo que está sedimentado em nossas experiências.

Digo até que temos que desconstruir nossas mais profundas crenças.

Pois, só assim poderemos adentrar em outras dimensões de nosso ser.

Me sinto feliz e tranqüilo por estar aprendendo a Amar incondicionalmente.

Sou grato por todas as experiências que já tive, estou tendo e aquelas que ainda vou ter.

Sei que dei apenas o primeiro passo, mas toda grande caminhada se inicia com um passo.

 

Om Namah Shivaia!

 

 

 

 

 

 

Deixe uma resposta

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s