Don't Worry Be Happy!!!

Quando a teimosia fala mais alto!

Quando a teimosia fala mais alto!

Por diversos fatores criamos dificuldades para realizar transformações em nossas vidas.

Dessa forma, reduzimos as possibilidades de experimentar a existência em sua plenitude.

O apego, a percepção, e, as próprias idéias, são um dos maiores empecilhos para realizar essa expansão.

Acreditamos naquilo que os sentidos captam, e, a mente incessantemente constrói, formas, definições, rotulações.

Nesse movimento construímos uma realidade fragmentada, dualista e ambígua.

Resultado de um racionalismo truculento que muitas vezes impera em nossa existência.

Mas, também pode ser um sentimentalismo barato, pois acreditamos em nossos sentimentos.

Acreditamos que eles sejam tão verdadeiros que nos impedimos de viver outras condições, novas experiências.

Mesmo porque, ou a mente é letárgica, preguiçosa, ou está na outra polaridade, agitada, ansiosa, nervosa.

Poucos são os momentos de equilíbrio e harmonia, pois transitamos entre os opostos e muitas vezes nem percebemos isso.

Entre um e outro, a teimosia em transformar a si mesmo se manifesta de diferentes formas.

Assim acordamos e dormimos como se nada tivesse acontecido, como se estivéssemos em um sono profundo.

No qual somos vitimas de si mesmos, inativos diante das escolhas, das infinitas possibilidades de ser.

As vezes pensamos estar acordados, pois escolhemos a roupa que vestimos, ou o modelo do próximo carro que compraremos.

Mas, dificilmente escolhemos os sentimentos que vamos compartilhar com as pessoas durante o dia.

Nos alienamos em si mesmos acreditando piamente em nossas verdades cristalizadas, sedimentadas.

Construímos uma vida de confortos para justificar a inação, e, assim, vivemos uma vida monótona.

De certa forma, é uma maneira de manter-se estagnado, indiferente ao infinito potencial de criação e autosuperação.

Desconhecemos o poder imanente e transcendente que habita nosso ser, a essência.

Passando despercebido que a existência encarnada é algo impermanente, feito de escolhas em todos os momentos.

E, que para renascer basta transformar um sentimento ou pensamento, realizando uma ação diferente daquelas de costume.

Num nível superficial é isso, apenas abrir o leque de opções e escolher outros caminhos.

Mas, num nível mais profundo cada escolha que realizamos possui múltiplas implicações.

Algumas escolhas representam um salto quântico que a mente realiza como se fizesse um upgrade.

Acessando dimensões que anteriormente não estavam disponíveis devido à cristalização, sedimentação da mesma.

O que faço (planto) hoje irei colher os frutos amanhã, certamente ação e reação, não binário, mas múltiplo.

Portanto, ser teimoso consigo mesmo é adiar o inevitável, e assim prolongamos o sofrimentos vividos.

A teimosia é como um veneno que mina as possibilidades de desenvolvimento de nossas potencialidades latentes.

Ficar parado também é uma escolha, pode ser necessário num dado momento, mas em outros pode ser um equívoco.

O difícil é ter o discernimento para saber o momento mais adequado para aguardar ou avançar.

Se estivermos desatentos e sem foco certamente esse discernimento não acontecerá.

Dessa forma, quantas vezes perdemos oportunidades de melhorarmos nossa condição humana.

Ao invés de ir contra a maré, aproveitemos o fluxo, remando a favor para potencializar a energia cinética.

Dessa forma, mesmo que por um instante a aceleração cause vertigem, logo em seguida virá a calmaria.

Depois do susto, o que nos resta é descansar e contemplar a superação das adversidades.

Agora num outro nível, ou melhor, numa condição fortalecida diante dos desafios que vivenciamos cotidianamente.

A mente se fortalece não pela teimosia, mas pela percepção equinanime, harmonizada, e, também pela compreensão.

Compreensão é entendimento (racional) somado com percepção (sensorial) e emocional (sentimentos).

Om Namah Shivaia!

Uma resposta

  1. Ana

    Most people try to experience God through other people. Disciples see a guru as God. wives see their husband as God. Devotees see the Deity in the Temples as God. But all time, behind the eyes of their seeing, is God! Granthakara BhumikaFoi vc quem me enviou! reconhece esse texto!NAMASTE!

    maio 31, 2009 às 11:34 pm

Deixe uma resposta

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s