Don't Worry Be Happy!!!

Shiva Sutras – Sutra I Anavopaya – Atma cittam – O ser individual é a consciência formada por buddhi, ahankara e manas.

Shiva Sutras

Sutra I Anavopaya

Atma cittam

O ser individual é a consciência formada por buddhi, ahankara e manas.

 

Explanação

Esse é o significado mais corrente. Aqui a palavra do sanskrt referido a Atma não significa existência individual. A palavra Atma vem da raiz verbal “at” ou “ata” é “satatya gamane” que quer dizer: “aquilo que vem e vai, que está sempre em movimento, movendo-se em repetidos nascimentos e mortes, nascido na existência e voltado a morrer, repetidas vezes”.

Mahamahesvaraya laksmana Joo da Kashemira escreveu: “Então, todos aqueles que estão emaranhados na roda de repetidos nascimentos e mortes é Atma. E essa mente é Atma.

Devido a limitação que é a ignorância primordial de sua natureza real, o Atma é aquilo que se move nos diferentes nascimentos por várias formas de existência por causa da sua ligação com sattva, rajas e tamas.

Sattva segundo Shaivagama Yoga é prakasa, visibilidade ou manifestação que é um atributo predominante de buddhi (intelecto).

Rajas é conhecido como o aspecto que açoita o individuo e atrapalha em seu desempenho por seu aspecto de irritação e inquietação nesse sistema é conhecido com o termo em sanskrt chamado “cancalya”, a instabilidade do indivíduo. E esse atributo faz parte de manas (mente).

Tamas é conhecido como o atribuito da torpez, da preguiça e da inércia. Nesse sistema de filosofia esse termo é atribuído em sanskrt como “avarana” , a ocultação, cobertura. Esse aspecto oculta a verdadeira natureza do Ser. Seu atributo é ahankara (EGO).

Cittam segundo o Shaiva Shastra, é aquilo que, alimenta o desejo por auto satisfação e essa satisfação está ligada sempre aos sentidos acoplados ao corpo e não ao espírito. Vive emprenhada nas diferentes atividades em que possa estar em ação de provar algo (buddhi), apropriar-se de algo (ahankara) e com isso gerando a criação de pensamentos (manas).

Esse primeiro sutra explana a natureza do Anu (significa, diminuto, atômico, um simples ponto. É a consciência que se limita a um ponto, por isso o ser individual é conhecido como Anu) que é a existência individual que vem sendo transformada em “manas svarupa” que é a manifestação segundo a natureza da mente.

Nesse sutra é explanado que não é a mente que é o próprio mantra em si que tem identificação com o Deus que é o Supremo Eu da consciência.

Essa “svarupa” é a mente que está eternamente saturada com as impressões geradas pelos prazeres sensuais da existência terrena.

Retirado de . – Shaivagama Vijnanacharya Orlando Alves – Shiva Sutras, p. 213 – 215.

Uma resposta

  1. Ana

    Hi Luiz, tudo zen contigo?Quanto tempo será que dura uma era? Vai começar a era de Brahma logo logo segundo os indianos, ela dura mais ou menos um milênio?de Ana a questionadora mor!!!Namaste!

    junho 8, 2009 às 4:53 pm

Deixe uma resposta

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s