Don't Worry Be Happy!!!

Amar… infinito Amar…

Amar…infinito Amar…

Amar é um ato de devoção, de voto,
aquele que faz um voto.

Simplesmente entrega incondicional,
algo que vivencio com profunda intensidade.

Cada respiração tem sido uma
experiência singular de reconhecimento da divindade.

Nós, humanos, somos capazes de
despertar em si mesmos um infinito potencial de criação, adoração e superação.

Amando, nossa existência se
transforma em tamanha profundidade que deixamos para trás o supérfluo.

Encontramos em nossas entranhas a
quietude e o silêncio como condição sine
qua non
para viver em paz.

Superando cada vez mais as
condicionantes que nos limitam e impedem de vivenciar a liberdade irrestrita.

Em toda a trajetória as experiências
corporais, emocionais, mentais são singulares.

Cada Ser escolhendo seus caminhos, no
entanto, quando há intersecção entre dois Seres algo sublime acontece.

União, fusão, comunhão, realização
que nós chamamos de Amor.

Assim também é com Deus, pois
revelamos nossa essência divina, manifestação de Deus.

É um encontro no qual nossas ações,
escolhas, pensamentos, entre outros, são dirigidos para um único propósito.

Tal como naquele abraço no qual
nossas individualidades se dissolveram e adentramos em outra dimensão.

Amar…Amar incondicionalmente…

Dessa forma, nossa vida adquire um
sentido profundo no qual as experiências se tornam um ato de comunhão.

Fundir nosso Ser superando as
individualidades, encontrando outras dimensões existenciais.

Ao invés do eu o nós como
ser-no-mundo, o múltiplo no singular ou vice-versa.

A doação, a entrega, a receptividade e
a comunhão como referências norteadoras de nossas escolhas.

Para mim estar na floresta, na
montanha é um abraço divino, um encontro com Deus, Amar.

Ali a quietude se instala com
facilidade, pois os ventos carregam as instabilidades mentais.

O encontro com as águas aquieta o Ego
que incessantemente gera os desejos.

O sons da floresta são como um
mantra, nos envolve, transportando para outras dimensões.

Quando sento e fecho os olhos nesses
locais percebo nitidamente a manifestação divina.

O natural como referência representa
um portal para o encontro com o sagrado.

O que reside em mim é paz e o Amor
incondicional como único caminho a ser percorrido.

Aceito de coração esse presente, a
felicidade é uma constante!

Amar…Amar…Amar….Querido Amor!!!

 

Om Namah
Shivaia!

Uma resposta

  1. Brisa

    Fabiano Maravilhosooo!Concordo contigo, pudera eu vivenciar a natureza bem de pertinho…realmenteé conectar-se com o divino!Doce beijo atéNAMASTÊ

    outubro 17, 2009 às 3:14 pm

Deixe uma resposta

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s