Don't Worry Be Happy!!!

Professores ainda não estão preparados para tratar diversidade de gênero, dizem especialistas

Professores ainda não estão preparados para tratar diversidade de gênero, dizem especialistas

Da Agência Brasil
Em Brasília

Apesar de avanços sensíveis na formação dos profissionais de educação,
os professores, em geral, não estão preparados para orientar os alunos
quanto à sexualidade e, principalmente, à diversidade de gênero. Isso é
consequência de uma defasagem entre a capacitação dos professores e a
realidade vivida por crianças e adolescentes em sala de aula.

A
avaliação foi feita por especialistas na manhã de hoje (11), em
Brasília, durante a mesa Educação Integração em Sexualidade dos Jovens,
da Oficina de Trabalho Compromissos do Governo Brasileiro com a
Plataforma da Conferência Internacional sobre População e
Desenvolvimento: Rumos para Cairo + 20, promovida pela SPM (Secretaria
Especial de Políticas para Mulheres), da Presidência da República.

Para
a pesquisadora do Clam (Centro Latino Americano de Sexualidade e
Direitos Humanos), vinculado à Uerj (Universidade Estadual do Rio de
Janeiro), Cristiane Cabral, é necessária uma mudança na perspectiva do
tratamento dado em sala de aula, de temas como aborto, planejamento
reprodutivo e contracepção. "Estereótipos de gênero, classe,
étnico-racial e diversidade sexual existentes na sociedade brasileira
ainda são pouco questionados", acredita

Essa mudança, segundo
defendeu a coordenadora-geral de Direitos Humanos, da Secretaria de
Educação Continuada, Alfabetização e Diversidade (Secad), do Ministério
da Educação, Rosiléa Roldi Wille, depende fundamentalmente da abordagem
utilizada em sala de aula.

Segundo ela, é urgente a reformulação
de políticas públicas voltadas para o desenvolvimento desse tipo de
trabalho. Isso será possível, acredita a coordenadora, com a
colaboração dos professores, na condição de agentes em contato direto
com crianças e adolescentes, e a partir do aperfeiçoamento dos
profissionais de educação "já na formação superior".

O evento se
encerra nesta tarde, com a conclusão dos seminários e os
encaminhamentos de análises das políticas adotadas pelo governo para o
cumprimento das metas estabelecidas pela chamada Plataforma do Cairo,
documento que estabelece objetivos a serem cumpridos pelos países até
2014, visando a promover a equidade de gênero. Também devem ser
apresentadas sugestões e conclusões para o aprimoramento das ações
executadas pela SPM e outros ministérios.

retirado de http://educacao.uol.com.br/ultnot/2009/12/11/ult105u8983.jhtm

Deixe uma resposta

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s